Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Londrina completa 1º quadrimestre com saldo de mais de 1,6 mil postos de trabalho criados
Início do conteúdo da página

Londrina completa 1º quadrimestre com saldo de mais de 1,6 mil postos de trabalho criados

  • Publicado: Quarta, 08 de Junho de 2022, 15h57
  • Acessos: 148

Cidade teve mais um mês de saldo positivo no Caged; setores do comércio e indústria foram os principais responsáveis pelo saldo positivo de abril

 Cesar Makiolke  6 de junho de 2022 1 minuto de leitura



Em 2022, Londrina apresentou saldo positivo no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) em todos os meses. Abril registrou uma evolução de 170 postos de trabalho e, com isso, a cidade completou o primeiro quadrimestre do ano com saldo positivo de 1.668 na empregabilidade. Em abril, os números do Caged apresentaram 7.641 admissões e 7.471 desligamentos.

Esse crescimento do mercado de trabalho formal na cidade, de janeiro até abril, tem sido puxado pelos setores de serviços e construção civil que, juntos, são responsáveis por mais de 1,5 mil do saldo positivo do acumulado do ano. Nesse primeiro quadrimestre, foram 31.528 trabalhadores que passaram a trabalhar de carteira assinada, frente a 29.860 demissões. No quarto mês do ano, o melhor desempenho foi dos setores de comércio e indústria, com 148 e 124 de saldo, respectivamente.

Prefeito de Londrina, Marcelo Belinati. Foto: Emerson Dias – N.Com
Para o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, esse desempenho reflete o planejamento estratégico da cidade. “Nós falamos muito do Master Plan, que é a cidade pensada para os próximos 20 anos, mas não podemos esquecer que esse planejamento só se concretizará com as ações diárias. Esse desempenho muito positivo na empregabilidade nos últimos meses é fruto de termos definido uma estratégia a longo prazo, mas, principalmente, da implementação dessas ações todos os dias”, pontuou.

Secretário do Trabalho, Gustavo Santos. Foto: Emerson Dias – N.Com
O secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, acredita que toda esse trabalho oportunizará ainda mais vagas de emprego para o trabalhador londrinense. “Quando o empresariado da cidade olha para Londrina e vê uma economia pujante, um poder público preocupado em oferecer soluções e uma sociedade civil participativa nos rumos de desenvolvimento que queremos para a cidade, ele sente segurança em fazer investimentos e contratações. Isso mantém o mercado aquecido e, consequentemente, cria mais e mais postos de trabalho”, explicou Santos.

Presidente da Codel, Bruno Ubiratan. foto: Emerson Dias / NCom
Para o presidente da Codel, Bruno Ubiratan, todo esse ambiente torna a cidade favorável para os diferentes ramos. “Mostrar que a cidade tem um norte, um ecossistema forte e que se conversa, diferentes governanças que se empenham em implementar inovações e criar oportunidades de negócio é estruturar um ambiente que se retroalimenta e que abre perspectivas para todos, desde o trabalhador em busca da recolocação até o grande empresário de fora, que hoje está em outros centros, mas que busca uma cidade moderna que possibilita um crescimento para instalar sua empresa e sabe que vai encontrar isso em Londrina”, garantiu o presidente da Codel.
registrado em:
Fim do conteúdo da página